EntradasNo caso dos homens, as entradas são o cartão de visita da queda de cabelo. Existem fórmulas que são eficazes durante algum tempo, por exemplo truques de estilo como pentear-se “levantando” a zona central com a ajuda de gel e ceras, para desviar a atenção das zonas laterais que estão a ficar sem cabelo; usar o cabelo mais comprido que o habitual; ter um visual mais desalinhado ou simplesmente deixar a barba crescer, são algumas das estratégias “de camuflagem” mais utilizadas.

Também existem vários tratamentos médicos e cosméticos orientados para melhorar a estética, como por exemplo os desenvolvidos pela Svenson, que permitem ir tratando a zona da queda de cabelo nas entradas, minimizando os efeitos e assegurando a saúde e o bom estado do couro cabeludo.

Quando, porém, a queda de cabelo nas entradas começa a ser mais do que evidente, é necessário encontrar soluções mais eficazes e, acima de tudo, duradouras, como o procedimento do microenxerto. Esta técnica, a mais avançada que existe para recuperar o cabelo perdido, consiste basicamente num autotransplante do cabelo a partir das zonas onde há muito cabelo para as zonas recetoras (habitualmente as entradas), respeitando o mesmo ângulo e direção do cabelo original: assim se consegue um resultado natural e muito bem conseguido. O enxerto nas entradas é realizado sob o efeito de uma anestesia local e a intervenção dura aproximadamente três horas.


Para avaliar o resultado final do procedimento do microenxerto é necessário esperar aproximadamente entre 2 e 5 meses, ou seja, o período de adaptação do cabelo na sua nova posição, e daí para a frente crescerá natural e definitivamente, com as mesmas características da zona em que foi extraído.

Tendo em conta a simplicidade da técnica, a naturalidade dos resultados e, sobretudo, a sua eficácia, não é de estranhar que sejam cada vez mais os homens, mesmo os mais jovens, a decidirem-se pelo enxerto nas entradas para fazer frente ao problema da alopecia.

Apesar da “popularização” desta técnica e do grau de perfeccionismo que alcançou na atualidade, é muito importante confiar em profissionais devidamente qualificados, como os especialistas em estética da Svenson. Antes de aplicar um procedimento de microenxerto, é muito importante realizar um exame do paciente, verificar o historial clínico (nem todos se podem submeter a este procedimento) e, uma vez confirmada a idoneidade do paciente, redesenha-se a área de repovoamento.

Os testemunhos, tanto de pessoas famosas como de anónimos, que optaram por fazer um enxerto nas entradas não podem ser mais eloquentes: a grande maioria concorda em reconhecer que foi a melhor solução, não só para fazer frente à queda do cabelo, como também para rejuvenescer de uma forma natural. Quem disse que recuperar o cabelo perdido era uma utopia?

Marcado com →  
Compartilhado →