FinasteridePrevenir e reparar a queda de cabelo continua a ser, em 2012, um dos principais esforços dos especialistas na saúde capilar. Felizmente, as pessoas que sofrem atualmente deste problema encontram produtos antiqueda eficazes. Dois deles sobressaem dos restantes quando se trata de recuperar cabelo perdido: minoxidil e finasteride, cuja aplicação demonstrou uma importante redução da queda de cabelo.

Ambos constituem os melhores produtos antiqueda que existem atualmente, e estão referenciados nos casos de alopecia androgenética, um tipo de queda de cabelo que, em 2011, se transformou num problema que afeta tantos homens como mulheres, produzido basicamente por três fatores: a herança, a idade (aparece entre os 20 e os 50 anos) e a ação da principal hormona masculina, a testerona.


O minoxidil, utilizado para recuperar o cabelo perdido, é uma loção que se aplica diretamente, uma ou duas vezes ao dia, nas áreas do couro cabeludo afetadas pela alopecia, com o objetivo de estimular o crescimento dos folículos pilosos que darão lugar a novos cabelos.

Relativamente à finasteride, a sua aplicação é oral e é um medicamento, mais concretamente um bloqueador da enzima 5-alfa redutora de Tipo 2, que intervém na regulação do folículo piloso. O seu efeito, após 3-6 meses de tratamento, traduz-se numa redução da queda e um aumento da densidade do cabelo. É especialmente indicado para homens e também mulheres na pós-menopausa ou acompanhado por um contracetivo oral.

É o especialista capilar quem determina a necessidade de utilizar um produto ou outro ou a sua combinação, algo que se recomenda em determinados casos e que permite uma eficácia dos resultados. Para além do mais, apenas um profissional poderá realizar o diagnóstico correto tanto das causas que produzem a alopecia como dos melhores produtos antiqueda para cada caso. É um erro recorrer a fórmulas e receitas mais ou menos caseiras ou, pior ainda, a produtos “cresce cabelo” cuja formulação não tem base científica e que podem piorar o problema.

Há que ter ainda em conta que, ao recorrer ao uso de produtos antiqueda eficazes, não é uma solução mágica nem darão resultados imediatos. Neste tipo de tratamentos, a constância e a continuidade são fundamentais, mas também o estado do couro cabeludo e o grau de alopecia marcam a evolução desses tratamentos.

Também não se pode esquecer o que contribui para o bem-estar físico (dieta saudável, fazer exercício, não fumar, ter uma higiene capilar correta…) que se traduz num melhor estado do couro cabeludo, fundamental para os princípios ativos que estão formulados para que estes produtos funcionem corretamente. 

Foto: nickgray

Marcado com →  
Compartilhado →