CapilaresPodemos afirmar que os implantes capilares são uma solução que está “na moda”. A facilidade da técnica e, principalmente, os resultados excelentes que a mesma proporciona tornaram esta técnica muito popular. No entanto, por causa da falta de informação que existia sobre este procedimento no passado, são muitas as dúvidas, incertezas e, principalmente, erros e falsos mitos que existem à sua volta.

Por exemplo, uma das crenças mais difundidas sobre este método é que os implantes capilares são muito dolorosos. Na verdade, a inserção dos cabelos que vão ser enxertados na zona recetora e a cicatriz da zona dadora provocam apenas um ligeiro incómodo. Para além disso, há que levar em conta que esta intervenção é realizada com anestesia local.

Muitas pessoas têm também a ideia de que o cabelo transplantado provém de outro dador ou que até é utilizado cabelo sintético. No entanto, trata-se sempre de um autotransplante de cabelo, extraindo cabelo do próprio paciente das zonas da cabeça que estiverem mais povoadas (a nuca por exemplo) para depois ser injetado nas áreas em que a alopecia fez a sua aparição. É precisamente o facto de o cabelo pertencer ao próprio paciente que garante que o resultado obtido com esta técnica seja tão natural e que não haja rejeição.


Também existem muitas ideias confusas relativas ao período pós-operatório do microenxerto. Muitas pessoas pensam que têm de seguir várias recomendações especiais. No entanto, a verdade é que passadas poucas horas após a intervenção, o paciente pode levar praticamente uma vida normal. Deve apenas ter o cuidado de não expor a zona diretamente ao sol e também é importante, durante o primeiro mês, não fazer desporto ou levantar pesos. Além disso, terá de evitar tomar banhos de mar ou em piscinas. É fundamental ir com frequência a consultas de acompanhamento para que os especialistas que realizaram a intervenção possam avaliar a sua evolução.

Quanto ao preço do microenxerto, para evitar surpresas, recomenda-se consultar um profissional da área, que vai analisar o seu caso específico e elaborar um plano adequado às suas características. Por exemplo, para um microenxerto nas entradas (para o qual são necessários pelo menos 300 enxertos), o preço varia entre os 3000 e os 6000 euros, dependendo de cada caso.

Para além destas dúvidas, que são as mais típicas, existem outras mais ou menos curiosas no que respeita a esta intervenção, como por exemplo se com ela se podem eliminar os cabelos brancos (a descoloração do cabelo é um processo irreversível, mas existem no entanto outras soluções como as tintas; por isso, não faz sentido substituir um cabelo banco por um pigmentado). Outra dúvida frequente prende-se com a idade a partir da qual se pode recorrer a esta técnica ou se ela é exclusiva para o público masculino. Não existe uma idade mínima para realizar um autotransplante de cabelo, no entanto este é sempre realizado depois de terminada a fase do crescimento (não se pode realizar um transplante de cabelo em crianças ou em adolescentes). Esta técnica pode ser aplicada tanto em homens como em mulheres.

Foto: cihr_irsc

Marcado com →  
Compartilhado →