No mundo dos produtos cosméticos faciais e corporais são há já algum tempo “velhos conhecidos” mas, atualmente, foi na área dos cosméticos capilares em geral e dos produtos para a queda do cabelo em particular que se reparou nas inúmeras vantagens que proporcionam aos tratamentos. Estamos a falar dos nanossomas, umas esferas ou vesículas diminutas que têm a peculiaridade de apresentar uma composição idêntica à das células do organismo.

Nesta semelhança radica, precisamente, o “segredo do sucesso” destas microestruturas, visto tornar possível encapsular dentro das mesmas os princípios ativos, evitando assim que estes se degradem, alterem e oxidem, e transportá-los até à zona do corpo onde se pretende que sejam libertos. Efetivamente, numerosas investigações destacaram a capacidade dos nanossomas de alcançar de forma mais rápida e eficaz as camadas mais profundas da pele e, portanto, de levar os ingredientes cosméticos e fazer com que estes atuem e se difundam melhor, potenciando desta forma os seus efeitos.

No caso concreto da utilização dos nanossomas para o cabelo em produtos específicos, demonstrou-se que o seu nível de penetração nas estruturas cutâneas capilares é tão elevado que apenas umas horas após a aplicação no couro cabeludo de um produto que contenha nanossomas, os princípios ativos que transportam já estão presentes nas camadas mais profundas da pele.

Este mecanismo de ação e o seu poder de penetração traduz-se não só numa maior eficácia relativamente aos produtos cosméticos tradicionais como também num resultado mais prolongado no tempo. Com estas “credenciais”, não é de estranhar que os nanossomas estejam cada vez mais presentes nas fórmulas dos novos tratamentos capilares.

Precisamente, estas micropartículas são o principal sinal de identidade de um produto da Svenson, a “Nanosome technology”, o seu primeiro tratamento antiqueda que inclui princípios ativos de última geração encapsulados em nanossomas. Entre estes, encontram-se os lipossomas de extrato de Morus Alba, adenosina, cegaba e silício orgânico (atuam no crescimento capilar estimulando a fase de crescimento), lipossomas de zinco e vitamina B6 (com propriedades de regulação), lipossomas de extrato de Serenoa Serrulata (ricos em princípios ativos inibidores da 5-alfa-redutase, que é a enzima que intervém na perda do cabelo, em particular nos casos da alopecia masculina), lipossomas de pantenol (um princípio ativo com efeito condicionador e humidificante) e lipossomas de Ginkgo Biloba (com propriedades de vasodilatação).

A “Nanosome technology” é um produto com formato em spray de 20 ml, o que permite uma cómoda aplicação através de pulverizações. Recomenda-se que se use vários dias por semana aplicando-o no couro cabeludo seco. Não provoca reações adversas, visto que a sua fórmula não contém perfumes mas sim uma quantidade de princípio ativo inferior à incluída nas fórmulas dos produtos tradicionais.

Marcado com →  
Compartilhado →