• Alguma vez
    já se perguntou porque é que o seu cabelo cheira mal pouco tempo
    depois de o ter lavado? Muitas pessoas sofrem de mau cheiro no couro
    cabeludo.
    Quais são as causas? A Svenson explica-lhe.

  • O mau cheiro
    no couro cabeludo deve-se à presença excessiva de sebo, provocada
    por uma hipersecreção das glândulas sebáceas do couro cabeludo,
    que fica com excesso de gordura. Embora seja um problema meramente
    estético e dermatológico, também pode acelerar a queda de
    cabelo. 

  • Os cabelos
    ficam oleosos, pegajosos, pesados, difíceis de pentear e acumulam
    sujidade com facilidade. Frequentemente o sebo passa por processos
    de oxidação que geram o mau cheiro. Quando se torna num problema
    crónico, pode ser um possível sintoma precursor de uma alopécia
    seborreica
    .

  • A secreção
    de sebo é baixa durante a infância, e alta na puberdade,
    alcançando o seu máximo nível na idade adulta para voltar a
    diminuir na velhice

Em muitos
casos a lavagem abusiva do cabelo pode criar exatamente o efeito
contrário: um efeito ricochete que estimula as glândulas sebáceas
a produzir ainda mais gordura para evitar a secura a que o couro
cabeludo está sujeito. O cabelo acaba por cair devido ao excesso de
gordura e à falta de nutrientes, dado que estes não
chegam.


Existem causas internas que geram um excesso de sebo,
como hormonais, desequilíbrios do sistema nervoso, má alimentação,
bem como externas, um champô inadequado, maus hábitos, poluição.
Esses fatores alteram o mecanismo natural da secreção sebácea,
tendo como resultado a seborreia.

Se detetar uma
secreção excessiva de sebo, a Svenson recomenda que consulte um
especialista para conhecer a melhor solução para cada problema em
particular.

Compartilhado →