CaspaPodem-se apresentar juntas ou separadamente; uma (a oleosidade) pode ser provocada pela outra (a caspa), mas ambas têm como resultado um cabelo de aspeto desvitalizado, sem corpo nem volume e com uma aparência suja mesmo depois de se ter acabado de lavar. O excesso de caspa e de oleosidade no cabelo é um dos problemas relacionados com o estado, mas também com a estética do cabelo, que mais preocupa as pessoas que o sofrem, já que, quer as escamas características da caspa quer o aspeto pesado provocado pela oleosidade boicotam qualquer estilo e arruínam qualquer tentativa de se exibir um cabelo saudável e bonito.

Os dois problemas têm a sua origem no couro cabeludo. No caso da oleosidade, esta é causada por uma glândula sebácea que se encontra na raiz de cada folículo piloso e cuja missão é produzir o sebo (substância composta por gorduras, células e ácidos) que garante que o cabelo se mantenha em bom estado e que o protege das agressões externas. Quando por diferentes causas (genéticas, hormonais, ambientais, nutricionais), esta produção “dispara”, o resultado é um excesso de oleosidade geralmente na raiz, mas que também se pode estender por todo o cabelo.


Quanto à caspa, esta é produzida por uma descamação excessiva do couro cabeludo que se deve também à incidência de fatores heterogéneos que vão desde os hereditários até aos efeitos secundários induzidos por produtos capilares inadequados, que favorecem a que o processo natural de exfoliação da pele pelo qual esta se desprende das células mortas se acelere e que estas proliferem, dando por isso lugar às características escamas esbranquiçadas da caspa. Se não for adequadamente tratado, o excesso de gordura também pode favorecer o aparecimento de caspa.

Por se tratar de alterações que afetam o correto funcionamento do couro cabeludo, caso não se abordem de forma adequada podem acabar por afetar o estado do novo cabelo em formação e levar a que este caia antes do tempo. O ponto de partida de qualquer tratamento para a caspa e para a gordura passa por lavar o cabelo com um produto especificamente formulado para esse problema capilar. A oferta no mercado é vasta e atualmente é possível conseguir gamas completas (champô, acondicionador, máscara e inclusivamente produtos de styling) adaptadas aos cabelos gordurosos e/ou com caspa.

No caso do tratamento anticaspa, uma das novidades mais eficazes já demonstrada é a aplicação de ácido salicílico para o cabelo. Esta substância, de reconhecidas propriedades queratolíticas (ajuda a eliminar as células mortas da pele) começou a ser incluída nos produtos de cosmética capilar e em tratamentos específicos para a caspa como os que a Svenson oferece aos seus clientes (Tratamento Salicílico) com os quais se consegue uma redução da produção de caspa até 90%. 

Marcado com →  
Compartilhado →