Corte, técnica de pentear, cor… são muitos os aspetos em que se foca a atenção do cuidado capilar. Quase todas as semanas surge uma nova técnica, produto ou tendência, cujo objetivo é tirar o máximo partido do cabelo, de acordo com a sua tipologia e problema apresentado, e são as passarelas que “ditam” as modas da estética capilar. No entanto, a chave para conseguir um cabelo bonito e saudável reside, na sua maioria, nos cuidados quotidianos e nos hábitos de higiene que se seguem.

Um dos aspetos que deve ser levado mais em conta é como lavar o cabelo e, sobretudo, fazer a escolha do champô que seja mais adequado para cada tipo de cabelo (fino, liso, encaracolado, oleoso, seco, com caspa…). À semelhança do que acontece com a pele do rosto, o cabelo requer produtos com ingredientes específicos para nutrir, eliminar o excesso de gordura, travar a queda ou adicionar densidade. Também é importante que os retantes produtos aplicados sobre o cabelo (condicionador, máscara, produtos de styling, entre outros) sejam específicos para o tipo de cabelo.


Quanto à frequência das lavagens, e contrariamente ao que afirmam muitas falsas crenças, os especialistas são unânimes: deve lavar-se o cabelo sempre que esteja sujo. De facto, a principal característica de um cabelo bonito é a sua limpeza. A forma como se aplica o champô também é importante, não se devendo utilizar produto em excesso, mas também não se devendo utilizar produto a menos. A dose padrão a aplicar equivale ao tamanho de uma noz (mais no caso dos cabelos longos), aplicada na palma da mão e nunca diretamente sobre o cabelo, em seguida deve massajar o couro cabeludo suavemente com a ponta dos dedos. O enxaguamento, com água, não muito quente, é fundamental para eliminar qualquer resto de produto e conseguir assim, que o cabelo fique solto e brilhante.

Tão importante como a lavagem e a higiene é a forma de escovar o cabelo. Para isso, deve dedicar algum tempo a selecionar o pente e a escova mais adequados à situação e ao tipo de cabelo. Por exemplo, para desembaraçar o cabelo depois de lavado, o mais adequado é utilizar pentes com dentes curvos e espaçados; para pentear o cabelo depois de seco o ideal é uma escova de formato retangular, enquanto que para esticar o cabelo deve utilizar escovas redondas.

Outros “segredos” para potenciar o bom estado do cabelo, são recorrer a tratamentos reparadores como séruns ou máscaras, quando o cabelo estiver danificado, seco ou desvitalizado (depois do verão, por exemplo); cortar as pontas regularmente, para melhorar o seu aspeto; evitar sempre que possível tratamentos agressivos como as permanentes ou as descolorações e utilizar com moderação as pranchas alisadoras e o secador. 

Marcado com →  
Compartilhado →